Tag: Lona

Lona e vinil foscos: conheça a aplicação e suas vantagens

Sejam para decoração, plano de fundo, divulgações, fachadas, personalização de carros e outras tantas finalidades, os produtos em lona e vinil são sempre procurados. Mas onde aplicar cada tipo desses materiais?

A lona é geralmente empregada em banner, faixas, backdrop, além de ser um plano de fundo perfeito. Já o adesivo em vinil tem ganhado o mercado de quem quer exibir imagens de produtos em diversas superfícies (desde vitrines até automóveis).

Mas assim como para maioria dos materiais existem várias opções de lona (backlight, frontlight, com brilho, semi-brilho, fosca, dentre outros) e vinil (fotoluminescente, transparente, jateado, perfurado, fosco, entre outros). E com tantas opções é comum termos dúvidas na hora de escolher a opção adequada para nossa aplicação. Sabendo disso, é que viemos aqui para te ajudar!

Portanto, para que você saiba um pouco mais sobre as opções de materiais em lona e vinil e também entenda qual a melhor maneira de empregá-los escolhemos a lona e o vinil foscos para mostrar aplicações e vantagens da utilização desses dois tipos de produtos.

 

Lona fosca

 

A lona fosca é o material ideal para utilização em eventos promocionais, shows, casamentos, festa de debutante, entre outros.  Isso porque banner, faixa ou backdrops confeccionados em lona fosca oferecem melhor qualidade em fotografias. A falta de brilho nesses produtos impede que haja reflexo da luz do flash no momento da foto.

 

 

Vinil fosco

 

O vinil fosco, por sua vez, é o material perfeito para ambientes internos, seja decoração de lojas, personalização de quartos infantis ou customização de armários e portas. Sua aplicação nesse tipo de ambiente se deve ao fato de que o vinil fosco é capaz de conter a luz em algumas situações, além de ter ótima duração e poder ser aplicado em superfícies com curvas acentuadas e de texturas leves.

 

 

Conheça estes e outros diferentes produtos que oferecemos. Os nossos especialistas irão guiar a sua necessidade e adequar ao melhor material.

 

mídia eficiente

Como criar uma peça de Mídia eficiente

Todo e qualquer empreendimento precisa ser divulgado para ser lembrado pelos seus clientes, certo? Mas a pergunta que todos se fazem é: “Como deve ser o layout da arte, para que eu consiga passar a mensagem para meu cliente com clareza e objetividade?”.

Neste post serão passadas aos leitores do blog algumas dicas de Como criar uma peça de Mídia eficiente que irá impactar da melhor forma seus clientes.

Vamos às dicas:

Como a exposição dos clientes às mídia geralmente é a primeira coisa que eles veem, devemos focar em mensagens breves, claras e objetivas.

  • Utilize frases curtas e objetivas;
  • Produto e marca precisam estar dispostos de maneira a serem identificados de imediato;
  • A imagem deve ser grande e atraente;
  • MENOS É MAIS – simplicidade deve ser a palavra chave nesse caso;
  • Sempre se pergunte: “o leitor entenderá a mensagem que eu quero passar?”.

 

lona

 

  • Utilizar poucas fontes: o ideal é apenas uma fonte, no máximo duas;
  • Use fontes simples, que sejam legíveis mesmo em movimento;

 

lona ilhosada

 

  • Deve-se utilizar cores contrastantes entre texto e fundo;
  • Utilize um fundo simples em harmonia com os demais elementos da criação.
  • Evite efeitos ou texturas em fundos, pois estes distraem os olhos e evitam que a mensagem seja passada rapidamente. Fundos de cores lisas e vibrantes obtêm maior visibilidade.

 

lona ilhosada

 

  • Não utilize fotos ou logotipos pequenos, já que não se consegue identificá-los à distância;
  • Não utilize o logo do cliente/produto muito grande, pois isso “não pega bem”. A menos que seja uma campanha para apresentar novo logo ou de fixação de marca;
  • Erros de português são inadmissíveis em qualquer texto que se escreva e para qualquer mídia.

 

Texto baseado no post do blog Tudibão

comunicação visual empresa

Conheça os tipos de placas de comunicação visual

As placas de comunicação visual compõem as fachadas comerciais e por serem o primeiro contato com o cliente, merecem muita atenção durante o processo de criação. É evidente que você quer ter a placa mais bonita que todas as empresas do seu segmento de mercado, não é mesmo?

Além de questões técnicas para a escolha dos elementos que formam as placas de comunicação visual, outro fator que está em jogo é o investimento que você está disposto a fazer para criar uma imagem impactante.

Isso não quer dizer que se seus recursos forem limitados você terá uma placa feia. Muito pelo contrário! Uma boa empresa de comunicação visual é especializada em tratar cada marca como única, fazendo com que tanto as particulares do seu negócio, quanto seus objetivos relacionados a propaganda sejam atendidos para entregar um produto de qualidade.

Continue lendo este conteúdo para aprender os tipos de placas de comunicação visual. Assim, ao solicitar uma empresa que confeccione a sua placa, você saberá exatamente o que precisa, além de poder escolher aquela que mais combina com o seu negócio.

Materiais das placas de comunicação visual

As placas podem ser projetadas em diversos materiais. Selecionamos aqui as 3 melhores opções, independente de qual seja seu ramo de atuação.

ACM

O ACM é composto por duas lâminas de alumínio, ligadas por um núcleo de polietileno. A alta qualidade desse material o torna bem conhecido porque além disso ele tem variações de cores, o que te possibilita fazer uma placa completamente personalizada.

Você pode ainda combinar o ACM com vidros e aço, por exemplo. Entre os benefícios da placa em ACM estão a leveza para revestimentos e a garantia de uma placa durável.

Madeira

A madeira é um dos materiais mais antigos utilizados para construções e matéria-prima fundamental para produtos industrializados. Dentre as características mais importantes da madeira temos a alta resistência, os diferentes padrões de qualidade e estética, além de ser um material de fácil manuseio e mais acessível.

Metalon

Metalon é o nome dado ao tubo de aço carbono comum. Conhecido por ser um material resistente, é muito utilizado pela construção civil. A versatilidade do metalon, o trouxe para o design, uma vez que não enferruja, é de fácil manuseio e higienização, tem alta durabilidade e pode ser pintado.

fachada acm

Complementando os materiais que citamos acima, você pode explorar a iluminação e os letreiros da sua placa. Para a personalização da sua placa de comunicação visual, você pode optar por colocar iluminação interna, externa – seja com refletores ou luzes de LED.

Em relação aos letreiros, eles podem ser aplicados em adesivo com recorte eletrônico, adesivo de impressão digital ou letras em relevo (maciço ou caixa).

Escolha a placa de comunicação visual de acordo com o seu negócio

A melhor maneira de escolher a estrutura de uma placa é ter o suporte de alguém que entenda do assunto. Mas, antes disso, você precisa ter o layout definido e obrigatoriamente deve conter a identidade visual da sua marca.

Antes de pensar na placa pronta, se faça 2 perguntas: qual o meu objetivo com essa placa? Qual o investimento eu posso fazer para isso?

Se o seu intuito é ganhar visibilidade e mostrar para as pessoas que sua marca está presente em determinado local, então você poderia, por exemplo, escolher uma placa de ACM com letras caixa em acrílico e cantoneira de alumínio.

Não só para ter uma presença marcante, mas se você tem um posto de gasolina, por exemplo, você  precisa de uma placa com estrutura que se assemelhe a um outdoor, não é mesmo? Para isso, uma boa indicação seria placa de lona ilhosada.

Pensando por outro lado, se você está entrando no mercado agora e seus recursos são baixos, uma boa opção é uma placa em PVC adesivado, ou uma com estrutura de metalon em lona e cantoneira de alumínio.

A verdade é que para escolher a placa ideal para o seu negócio, é preciso levar em consideração o seu segmento de mercado. Um PVC expandido chama bastante atenção e tem alta qualidade, mas pode não ser ideal para quem tem pouco espaço para afixar a placa. Nesse caso, o acrílico seria mais recomendado.

 

 

O segredo das placas de comunicação visual é a medida

O princípio básico da comunicação visual é a medida. Sem as devidas medidas você não consegue ter ideia de um layout interessante, muito menos confeccionar as placas de comunicação visual.

As bases da maioria das placas é a estrutura de metalon que varia de acordo com o peso e o tamanho de cada placa, pois elas precisam encaixar perfeitamente nos espaços na sua fachada.

Abaixo selecionamos exemplos de placas diferentes que podem ser referências para o seu ramo de atuação.

1.Placa de metalon com lona esticada e cantoneira de alumínio:

2.Placa com ACM recortado com iluminação backlight:

3.Placa com letra caixa em chapa galvanizada/ PVC expandido:

3.Placa de acrílico:

Neste conteúdo você aprendeu sobre os tipos de placas de comunicação visual. Para fazer a placa da fachada da sua empresa pode ter ficado alguma dúvida e você vai precisar da ajuda de uma empresa especializada em comunicação visual que ofereça tecnologia e novas tendências com materiais de ponta.

Nós da WS Comunicação, além de trabalharmos com criatividade e materiais tecnológicos de alta qualidade, estamos prontos para tornar suas ideias reais, prestando um serviço personalizado de alta qualidade.

Entre em contato com a gente! Sabemos como você deve despertar interesse e atrair mais clientes para sua empresa através de uma comunicação visual de impacto.