Tag: Comunicação Visual

Comunicação visual para festas: saiba como se destacar

A comunicação visual pode ser utilizada nos mais diversos tipos de negócios e eventos. Dessa maneira, para melhorar a qualidade de uma festa, devem ser inseridos produtos gráficos como banners e sinalização eficiente.

Mas você sabe como estabelecer uma boa comunicação visual para festas?

A seguir, vamos esclarecer essa dúvida e mostrar as possíveis aplicações do material gráfico em diversas ocasiões. Continue a leitura e entenda como se destacar com a comunicação visual para festas!

Produtos gráficos

O investimento em produtos gráficos personalizados é fundamental para o sucesso de uma festa. Eles podem servir tanto para destacar e dar um diferencial na decoração quanto para sinalizar áreas e caminhos. Entre os principais produtos, cabe citar as placas com frases para foto, que estão em alta.

Pista de dança

A pista de dança é, sem dúvidas, um dos pontos altos de uma festa. Em geral, tem como objetivo servir de espaço para que as pessoas dancem, trabalhando com estímulos visuais e apresentando segurança — seja com a inserção de materiais apropriados para a sua superfície, como o polietileno, seja com a adição de placas de sinalização.

Além de influenciarem positivamente na segurança do espaço, os produtos gráficos podem dar um diferencial ao ambiente. Eles se tornam atrativos a mais para o local, inserindo cores e desenhos de forma prática e barata.

Brindes

Outros produtos gráficos que podem ser utilizados para dar aquele upgrade em uma festa são os brindes. Para que sejam de qualidade, é necessário escolher bem os materiais, assim como ter boas ideias e contratar empresas especializadas no assunto. Entre os principais produtos podemos listar camisas e chapéus.

Banners

Outro importante produto gráfico para disponibilizar é o banner. Ele pode ser utilizado em uma festa de diversas formas, seja para informar sobre a programação ou como meio de sinalização de venda de bebidas, comidas e outros recursos.

Sinalização

A sinalização é um dos pontos mais importantes no que tange a logística e a segurança de um evento. Ela deve ser feita com materiais de qualidade e que atendam pré-requisitos estabelecidas em normas regulamentadoras. Os locais que necessitam de maior atenção na parte de sinalização são a saída de emergência, os banheiros e as escadas.

Impressões em alta qualidade

Podem ser feitas impressões de alta qualidade para a fixação de materiais em festas, como fotos e placas decorativas. Estas são utilizadas principalmente em casamentos, aniversários, celebrações de 15 anos, entre outras comemorações.

Para que os produtos gráficos para festas cumpram seus objetivos, atingindo todo o seu potencial, é importante que você contrate profissionais especializados no assunto. Procure uma empresa de comunicação visual idônea e valorizada no mercado.

Dessa forma, a comunicação visual para festas não deve ser tratada como um custo, mas como um investimento. Tratar dessa questão é um diferencial para seu evento e levará ele para outro patamar.

Agora que você já sabe a importância da utilização de produtos gráficos em festas, assim como as suas principais aplicações, aproveite para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais e informar outras pessoas!

lona

Impressão em grande formato: entenda como é feita e como aplicar

A impressão em grande formato está inclusa nos serviços que uma empresa de comunicação visual oferece. Ela pode ser muito útil para a identificação e publicação do seu negócio e produtos, além de ajudar a divulgar informações pertinentes sobre os serviços em eventos e empresas.

Neste artigo, falaremos um pouco sobre como ela é feita, como é aplicada e os benefícios que essa prática garante às empresas que a utilizam. Continue lendo este texto e conheça muito mais sobre esse tipo de impressão!

O que é e como é feita a impressão em grande formato?

A impressão em grande formato, como o próprio nome sugere, nada mais é do quem uma impressão com dimensões maiores que as convencionais. Ela é utilizada principalmente por estabelecimentos comerciais e em eventos, com o intuito de garantir maior visibilidade ao produto, marca ou serviço.

Vários são os materiais que podem ser utilizados para confecção destas impressões;  lonas, tecidos, canvas e vinil adesivo.

Como a impressão em grande formato pode ajudar a sua empresa?

Há um velho ditado que afirma que a propaganda é a alma do negócio. Este ditado, embora muito raso, exemplifica bastante a ideia de que, para uma empresa fazer sucesso, ela precisa causar boa impressão e ser visivelmente reconhecida.

Este reconhecimento se dá de várias formas, como o estabelecimento de uma comunicação visual coerente e de qualidade em sua empresa e evento. Um dos elementos que pode facilitar neste processo é a impressão em grande formato, pois auxilia a visualização da marca mesmo em longas distâncias e confere destaque ao lugar.

Entre as opções da impressão de grande formato que você pode inserir na sua empresa, encontram-se os banners, placas, faixas, pontos de venda (PDVs), adesivos para fachadas e lonas.

Uma aplicação bastante conhecida e fácil de ser visualizada é a colocação do material na fachada de lojas e edificações — como na Times Square, em Nova Iorque. Entretanto, para se chegar ao resultado esperado, é importante que você se atenha às tendências do mercado da impressão em grande formato, conforme destacaremos mais detalhadamente a seguir.

Quais são as tendências e alternativas da impressão em grande formato?

Há estratégias que você pode adotar durante a colocação do material impresso para melhorar a sua qualidade estética e a comunicação visual. Uma tática muito empregada, por exemplo, é a utilização de luminárias de LED a fim de iluminar a impressão e conferir um toque de requinte ao lugar.

No entanto, para que tudo saia como esperado, é necessário que você recorra a uma empresa de qualidade e experiência no mercado a fim de garantir um material de boa qualidade.

Sendo assim, optar por uma empresa de comunicação visual com diferencial e experiência na impressão em grande formato não é um custo, mas um investimento. Nós, da WS Comunicação, temos a estrutura necessária para fazer este serviço, além de diferencias como impressão solvente, látex, UV, recorte eletrônico e mão de obra qualificada!

Agora que você conhece um pouco mais sobre a impressão em grande formato, entre em contato com a nossa empresa e tire suas dúvidas diretamente com nossos especialistas!

5-erros-que-nao-podem-ser-cometidos-ao-criar-um-logotipo-para-a-marca

5 erros que não podem ser cometidos ao criar um logotipo para a marca

Para melhorar a comunicação visual de uma empresa ou evento, várias medidas podem ser adotadas. Entre as alternativas, criar um logotipo harmônico, agradável e que represente os serviços ou o produto do negócio, além da filosofia e da visão da empresa, é essencial.

Para aprofundar neste assunto, preparamos este artigo para você. Falaremos sobre o desafio da criação de um logotipo e os 5 erros mais comuns, cometidos durante o seu processo. Continue sua leitura!

Erros mais comuns durante a criação de um logotipo

Ao criar um logotipo, você deve estar atento a diversas questões. Afinal, ele é de absoluta importância para o negócio. Nele, devem estar contidas algumas informações, como: a área em que a empresa atua e o nicho a qual ela se destina. Tudo isso, sem tirar as características de beleza estética e de harmonia do logo.

Sendo assim, confira 5 erros que devem ser evitados na criação de logotipos.

1. Tipografia inadequada

A tipografia é a arte ou técnica utilizada para a definição do design das letras que serão usadas em determinado local. A tipografia, no contexto do logotipo, precisa ser muito bem pensada, uma vez que ela deve ser de fácil reconhecimento, mas sem perder o estilo desejado.

2. Excesso de elementos

Para atender a todas as recomendações, muitos caem no erro de fazer uma série de inserção de cores e formas, de maneira a criar um logotipo com muita informação, “poluído” visualmente.

Uma das tendências do design contemporâneo  é a criação de logos cada vez mais enxutas e sutis, a fim de focar na essência do que o produto ou serviço oferece ao cliente. Até mesmo times tradicionais de futebol têm mudado seus logotipos para se adequarem a essa nova realidade.

3. Tendências e ao modismo em excesso

As tendências indicam um caminho a ser seguido, mas elas não podem ser o parâmetro principal para a definição de um logotipo, pois podem ser passageiras. Nesse contexto, o indicado é dar prioridade aos pré-requisitos de identificação da logo como o tipo de produto ou serviço ofertado e a identificação com o cliente.

4. Plágio

O plágio é um problema na criação de logotipos. Essa prática pode gerar graves consequências para o seu negócio, como a perda de credibilidade e, até mesmo, processos judiciais. Portanto, é importante que essa produção passe por um planejamento, que envolve uma pesquisa abrangente do que é utilizado no mercado.

5. Cores inapropriadas

As cores apresentam um significado e levam ao cliente determinadas sensações. É por isso que elas devem ser coerentes com o tipo de serviço ou produto ofertado pela empresa.

Empresas envolvidas com a questão da sustentabilidade, por exemplo, costumam utilizar as cores verde em seu logotipo, já as empresas de fast-food costumam utilizar o vermelho e o amarelo, que estimulam o apetite. Descubra qual cor melhor encaixa no seu ramo e a utilize!

As dicas acima são importantes para quem deseja criar um logotipo coerente, harmônico e esteticamente agradável seguindo essas dicas, entre outros aspectos a serem levados em conta. Considere também a contratação de uma empresa de comunicação especializada no assunto, que poderá fazer o diferencial na estratégia de comunicação da sua empresa.

Agora que você já sabe quais erros não cometer durante a criação de um logotipo, veja essas dicas de como escolher a cor da sua marca com base na psicologia das cores!

veja-a-importancia-do-material-grafico-na-organizacao-de-eventos.jpeg

Veja a importância do material gráfico na organização de eventos!

Para ser bem-sucedido na execução de um evento, é preciso voltar algumas casas no jogo e dedicar um tempo na elaboração de uma peça fundamental para o sucesso: o planejamento.

É nessa fase, quando as ideias ainda estão sendo colocadas no papel, que tudo deve ser pensado estrategicamente, analisado detalhadamente e decidido com bastante antecedência. Afinal, durante o planejamento, surge a necessidade de definir itens extremamente importantes para qualquer tipo de evento, como a comunicação visual e os materiais gráficos a serem usados.

Pensando na importância desses materiais, separamos algumas dicas para que você saiba como podem ser utilizados e como escolher os tipos ideais para cada situação. Continue a leitura e descubra!

Material gráfico na organização de eventos

Entenda a seguir como os materiais gráficos são responsáveis pela divulgação, ambientação do espaço, sinalização e qualquer outra ação prevista que precise de um suporte visual para alcançar seu objetivo.

Divulgação

A escolha dos canais ideais para a divulgação de um evento está diretamente relacionada a quem será convidado. De nada adianta apostar todas as fichas na comunicação online se quem você deseja atingir não está sempre conectado. Por isso, antes de mais nada, é preciso conhecer qual a melhor forma de se comunicar com seu público-alvo.

Caso eles estejam mais offline, os materiais gráficos entram em cena e atendem bem a organização de eventos de qualquer tamanho. Nos eventos menores, por exemplo, pode-se enviar convites impressos individuais, já nos maiores, uma grande tiragem de flyers, cartazes e até mesmo busdoor podem cair como uma luva. Em ambos os casos, o layout deve ser atrativo e o material de boa qualidade.

Decoração

Esse é um item que ajuda o evento a tomar forma. Além de ter como objetivo deixar o local mais agradável e atrativo, a decoração é uma forma de trabalhar a comunicação visual da marca. Ela deve ser desenvolvida de forma estratégica para não ficar desalinhada com a proposta da empresa.

Aqui, a criatividade e o bom acabamento são fundamentais para elaborar peças como banners, displays, mobiles e adesivos que, com certeza, agregarão muito valor à decoração.

Sinalização

Também parte da ambientação do espaço, a sinalização não pode ser esquecida, já que é totalmente funcional para o bom andamento do evento – principalmente naqueles em que há diversas palestras acontecendo ao mesmo tempo ou em lugares grandes.

Para evitar que os participantes deixem de aproveitar tudo que o evento tem a oferecer e saiam insatisfeitos, aposte em placas grandes e bem posicionadas, com texto ou sinais objetivos e de fácil compreensão.

Viu como existem diversas formas de usar materiais gráficos e como eles são imprescindíveis no planejamento? Os que citamos acima foram apenas alguns exemplos, mas ainda há muitos outros! Essa grande variedade comprova a importância da comunicação visual.

Quer receber mais dicas sobre organização de eventos e tudo que você precisa para torná-los um sucesso? Siga nossas redes sociais e aprenda mais com a gente todos os dias! Sempre temos conteúdo novo no FacebookInstagramTwitter e LinkedIn.

marketing de aquisição

Marketing de aquisição de cliente: saiba o que é e como fazer

Você precisa expandir os negócios, mas não sabe como investir na aquisição de clientes? Conheça e entenda a melhor estratégia para que essa tarefa seja menos tortuosa e ainda produza resultados muito eficientes: marketing de aquisição e relacionamento.

A adoção dessa ferramenta é a forma perfeita para promover engajamento dos consumidores e fazer a sua rede de clientes crescer significativamente. Por meio dela, é possível atrair potenciais clientes, captando informações sobre esses usuários a fim de direcioná-los a uma jornada que leva à compra de produtos ou serviços.

E como isso funciona de fato? Falaremos sobre as principais práticas, que se usadas de maneira integrada, fazem toda a diferença no seu relacionamento com os consumidores. Acompanhe o post e fique por dentro de tudo!

Investimento na comunicação visual da empresa

O início do engajamento com a clientela começa pela comunicação visual da marca. Esse investimento é fundamental para um contato adequado entre o cliente e o negócio. Tanto a comunicação externa quanto a interna têm a missão de fixar o conceito, os valores e objetivos da sua empresa, além de ficar na memória das pessoas.

Invista na identidade visual de forma coerente e harmônica, desde a fachada até as cores institucionais. Crie uma linguagem coesa entre os itens, como: sinalização, papelaria, tags, placas, embalagens, canais digitais e tudo que servir como meio promocional da empresa.

Essa estratégia é útil para deixar mensagens no subconsciente das pessoas, além de fazer associações com a marca sempre que o público tiver contato com algum desses itens.

Produção de conteúdo relevante

Essa é uma tática de sobrevivência fundamental para garantir a competitividade no mercado de forma sustentável. As empresas que pretendem ter visibilidade devem adotar esse caminho o mais rápido possível.

Mas, do que se trata isso, afinal? Produzir conteúdo é uma forma de educar o seu público no sentido de levar a ele informações relevantes e envolventes a respeito do serviço ou produto que a sua marca oferece.

É uma ação muito eficiente, uma vez que agrega valor aos seus canais de comunicação e amplia a sua presença digital e, quanto mais visto, mais engajamento é possível conseguir. No final, a sua empresa terá mais chances de efetivar vendas.

Mas, para que essa ferramenta funcione bem, crie uma audiência constante em torno do seu site, do blog e nas redes sociais por meio de e-books, blog posts (artigos informativos), vídeos e outros tipos de conteúdo pertinentes ao seu ramo de atuação.

Ao demonstrar interesse em ajudar as pessoas a conhecerem e entenderem melhor o que elas procuram, mais bem-vista a sua marca será. E como uma coisa leva à outra, os seus próprios clientes serão canais de divulgação para outras pessoas indefinidamente.

Treinamento de funcionários

Pode parecer algo simples e óbvio, porém a relação dos funcionários com os clientes de hoje requer novas abordagens, menos invasivas e que realmente sejam capazes de estabelecer uma conexão real. Para garantir o sucesso desse item tão importante no marketing de aquisição de clientes, os treinamentos precisam ser constantes.

Trabalhar com vendas significa, também, treinar os funcionários constantemente, tanto os novatos quanto os que já integram a equipe há um bom tempo. Isso é essencial para o sucesso das vendas e a boa imagem da empresa no mercado, afinal cliente bem tratado é cliente satisfeito e, provavelmente, fiel.

O foco é sempre o consumidor, seja para uma ação diferenciada, como a Black Friday, ou outro tipo de promoção. Não importa se o seu negócio é físico ou digital, a ideia é estar sempre disponível para atender o cliente, com novas formas de oferecer o produto/serviço, sem os velhos e cansativos clichês recheados de um discurso decorado e repetitivo.

Hoje, as técnicas de aquisição de clientes precisam incentivar o cultivo de algo mais que simplesmente adquirir um produto. As pessoas procuram identificação com as marcas e cabe a você entregar isso a elas de maneira despretensiosa e humanizada. Medidas dessa natureza produzem benefícios às empresas, além de reduzir o custo por aquisição do cliente.

Gostou das sugestões? Se quiser saber mais sobre técnicas de aquisição de cliente, você pode se atualizar sobre como melhorar a identidade visual da sua empresa.

placa divertida

5 materiais de comunicação visual essenciais em eventos

Já parou para pensar o quanto você está em contato com a comunicação visual e nem sabia? E se você realmente não reconhece essa familiaridade e não percebe a necessidade desses artifícios para eventos, vamos tentar uma dinâmica.

 

Você se lembra do último show de sertanejo que foi (seja porque você é muito fã, porque sua namorada adora e te obrigou ou simplesmente para acompanhar seus amigos?) Então, imagina agora o ônibus do cantor desse show sem nenhuma plotagem?!?!? como que os fãs iriam fazer para correr atrás ou saber identificar o hotel em que estão?

 

A divulgação sem outdoor,  banners, adesivos,  como que o público iria acreditar que o show aconteceria?!?!   O evento sem placas/faixas indicando o que vende nas barracas e bares, a entrada sem ingresso e o banheiro sem indicação do gênero. Com certeza este show não aconteceria.

 

lona ilhosada

 

Ok! Você não foi a shows nos últimos tempos. Calma, nós aperfeiçoamos a dinâmica para você que pode ser uma pessoa mais caseira e estudiosa e, portanto, podemos pensar na sua Universidade. Imagina a semana do seu curso ou aquele congresso famoso sem sinalização interna, banners, displays, crachás ou cartões de contato.

 

E se você ainda não se convenceu, vamos para o ramo dos negócios. Imagine se no lançando daquele novo shampoo, hidratante, maquiagem ou qualquer outro produto (cosmético ou não) não existissem os banners, displays, wooblers ou adesivos que te informassem características desse produto, modo de usar, benefícios, preços, dentre outros. Ou ainda, se o backdrop para a foto com aquela atriz que você é super fã não estivesse por ali?

 

Acredito que todos nós concordamos que se nesses eventos não tivessem tais ferramentas de comunicação visual, além de desorganizado e pouco atrativo, alguns deles seriam até impossíveis de acontecer.

 

E é por isso que listamos para você 5 materiais de comunicação visual essenciais para seu evento.

 

Itens importantes para o sucesso do seu evento:

  • Dispositivos de sinalização interna para conduzir o público a banheiros, praças de alimentação ou salas;
  • Banners para divulgação ou apresentação;
  • Faixas indicativas;
  • Displays com descrições sobre produtos ou serviços;
  • Backdrop bem localizado para que possam ser tiradas fotos.

 

A aplicação dos itens para eventos ou qualquer ocasião irá depender da sua escolha. O leque de opções é extenso. A sua comunicação visual passa por produtos que traduzem com clareza cada informação. Portanto, opte por itens customizados e bem definidos.

 

comunicação visual de impacto

8 dicas para uma comunicação visual de impacto

Uma das primeiras dificuldades de quem está começando um negócio ou querendo mudar a cara da marca, é em como estruturar a comunicação visual da empresa, não é mesmo?

“Quais cores devo combinar para expressar a identidade da minha empresa? A tipografia escolhida é a mais adequada para o meu segmento de mercado?” Aparentemente é simples pensar em comunicação visual, mas quando você realmente precisa desenvolver essa tarefa, parece um bicho de sete cabeças.

Se você tem essa e outras dúvidas em relação a comunicação visual, continue lendo esse artigo. Vamos te dar dicas práticas de como sua empresa pode ter uma comunicação visual de impacto e, assim, você construir uma marca de autoridade no mercado.

Comunicação visual: o que é?

Comunicação visual engloba todo meio de comunicação que utiliza elementos visuais, como, por exemplo, a identidade visual de uma marca, panfletos, placas de lojas, banners, design de embalagens, etc.

Ao divulgar uma marca, uma imagem bem elaborada tem mais impacto do que apenas um simples texto. Por suas formas e cores, as imagens têm o poder de chamar a atenção e, se usadas de maneira estratégica, essas imagens – ou a comunicação visual de uma marca – podem ficar gravadas na mente das pessoas.

O grande desafio de quem está criando ou reposicionando uma marca é justamente ter uma comunicação visual que se destaque entre a concorrência, para se tornar forte no seu segmento de mercado e, consequentemente, ter a valorização do público.

Selecionamos as melhores dicas para você ter sucesso em seu negócio:

sucesso em seu negocio

1.  Defina o que você quer

Antes de uma ideia sair do papel, ela (necessariamente) precisa ser pensada e estudada. A nossa primeira dica é: defina o que você quer antes de tomar qualquer decisão. Faça pesquisa de mercado, pense em como oferecer o seu produto ou serviço de forma inovadora e, principalmente, definir o porquê dos clientes contratarem sua empresa e não o concorrente – que oferece o mesmo serviço.

Depois de respondidas essas perguntas você está preparado para dar o próximo passo que é começar a estruturar a identidade visual. Dizemos aqui em começar a estruturar, pois é um processo extenso, mas se seguir todas essas dicas você ficará muito feliz com o resultado da sua comunicação visual.

2.  Simplifique ao máximo

Um grande erro de quem não tem experiência em comunicação e design é pecar pela extravagância. Sabe aquela vontade de chamar a atenção e usar o máximo de cores, com letras enormes que saltam aos olhos? Pois bem, esse tipo de comportamento acaba comprometendo conceitos básicos de design que, ao ser visto por alguém, transmite a sensação de não ser agradável aos olhos.

Pense nas grandes marcas que você mais gosta. Pensou? Percebeu que a identidade visual delas é simples? Veja que simplicidade é diferente de simplório. Tudo isso precisa estar de acordo com a identidade da sua marca. A partir disso é que você consegue definir tipografia, cores, formas e tamanhos de uma mídia de acordo com o conceito da marca.

3.  Seja coerente

É bem provável que você já tenha uma logo ou, pelo menos, uma ideia de como ela deve ser, certo? Essa logo e toda sua composição deve ser aplicada desde a fachada da sua loja, passando por suas páginas nas redes sociais, indo até o uniforme dos funcionários.

A sua identidade visual é uma só e precisa ser fortalecida. Para isso, você precisa ser coerente em tudo o que sua empresa usar o elemento visual – sua marca é a essência do seu negócio.

4.  Saiba quem é o público

Se você não conhecer seu público, para quem você está vendendo/oferecendo o que você produz, como você poderá melhorar a qualidade daquilo que sua empresa faz? Ou então, como você desenvolverá uma linha de produtos que supra as necessidades do público que demanda da sua empresa?

Diante da análise desse público é que você vai posicionar a sua marca para gerar engajamento e converter essas pessoas em consumidores. Ao conhecer a fundo seu público, você saberá exatamente do que eles gostam e do que eles precisam que o mercado não está suprindo.

Aqui também vale dizer que esse estudo de público deve estar em concordância com todas as dicas acima. A sua comunicação visual precisa falar a língua do seu público potencial.

5.  Conheça os formatos de comunicação visual

Tudo o que você fizer de comunicação deve ser de fácil entendimento, sem excessos de escritas e imagens. Cartazes, banners, faixas, placas… cada um desses formatos têm um propósito diferente e não cabe usá-los de maneira aleatória.

Essa é uma parte técnica e se você não tiver domínio para saber o que está de acordo com sua estratégia de divulgação, será preciso consultar uma empresa especializada em comunicação visual para te orientar não só sobre os formatos, mas também sobre a impressão desses materiais.

6.  Pense no layout

Um bom layout vale por si mesmo, ou seja, sua comunicação é eficiente. A boa aparência das peças precisa alinhar o que sua marca representa com o tom comercial da publicidade. O layout é o primeiro contato da sua empresa com o cliente e ele precisa ser muito atrativo a ponto de provocar nas pessoas interesse em conhecer sua marca.

7.  Invista para ter visibilidade

Se você quer que sua marca seja reconhecida por seu público, será preciso investir em marketing em algum momento do seu negócio. As pessoas precisam saber quem você é e a qualidade do produto ou serviço que sua empresa fornece.

Através da sua comunicação visual, passe a impressão de uma empresa forte, bem estruturada que se posiciona como referência em sua área de atuação. Quando mais coerente for sua identidade visual, mais os clientes terão confiança em fazer negócio com você.

8.  Não crie nada sozinho

Defina o que você quer, o público que deseja atingir, pensa em um layout coerente e qual o propósito da sua marca. Depois que você der forma ao seu negócio, consulte uma empresa especializada em comunicação visual para avaliar o que você pretende fazer.

Muitas vezes, ao imprimir um arquivo ele não fica idêntico ao que vemos na tela do computador, não é mesmo? Por isso, você precisa de suporte para escolher a melhor tecnologia de impressão para valorizar seus materiais impressos.

Se você está em busca de profissionais referência no mercado para te atender da melhor maneira possível, nós da WS Comunicação temos um time de especialistas disponíveis para te ajudar a encontrar a melhor solução para tornar suas ideias concretas.

Entre em contato com a gente! Sabemos como você deve despertar interesse e atrair mais clientes para sua empresa através de uma comunicação visual de impacto.

busdoor

Busdoor – Comunique de forma simples

O BusDoor é a mídia externa mais lembrada pelos consumidores brasileiros (mídia dados 2015). Por ser móvel garante a maior cobertura geográfica do seu anúncio, além der ter uma visibilidade excelente, o que gera maior frequência de visualizações tornando a sua campanha mais eficaz.

propaganda ônibus busdoor

 

Dicas para este tipo de anúncio:

Utilize frases curtas e objetivas;

Use fontes que sejam legíveis mesmo em movimento;

Utilize imagem grande e atraente;

Empregue elementos que forneçam unidade visual;

Utilize um fundo simples em harmonia com os demais elementos da criação.

 

Descrição: adesivo vinil instalado na janela traseira superior externa do ônibus.

Dimensões: média de 1,90 x 0,90 m, totalizando 1,71 m² de área total.

Impacto: em média 7.500 impactos/dia/ônibus.

 

Sinalização de segurança: conheça os 3 erros mais comuns

A sinalização de segurança garante que todas as pessoas saibam exatamente os perigos, riscos e caminhos a serem percorridos dentro de um ambiente, seja ele corporativo ou não. Ter sinalização de segurança nas empresas é obrigatório independente do porte – ao contratar um funcionário, por exemplo, é preciso disponibilizar informações claras sobre segurança.

Mas a verdade é que pequenas empresas e alguns lugares públicos negligenciam essa regra e acabam pagando um preço muito mais caro quando acontece alguma eventualidade – como acidentes ou superlotação de ambientes.

Esses elementos visuais e/ou sonoros precisam ser usados adequadamente, uma vez que seu objetivo é orientar para assegurar a integridade das pessoas ali presente. Por isso, você deve aprender sobre a importância e qual tipo de sinalização de segurança sua empresa necessita.

Continue lendo para aprender sobre a importância da sinalização de segurança e saiba quais os erros mais comuns das empresas que não tem feito as sinalizações corretamente.

A importância da sinalização de segurança

Antes de aprender sobre a importância da sinalização de segurança, você precisa saber do que essa segurança se trata, não é mesmo?

A sinalização de segurança é indispensável para orientar como as pessoas devem agir diante de uma situação inesperada. Se sua empresa vai implementar um novo setor, por exemplo, será preciso orientar as pessoas a chegarem até lá, certo? Para isso, você precisa sinalizar o caminho.

O mesmo ocorre em situações de perigo, quando as rotas de fuga são fundamentais e caso as sinalizações não sejam detalhadas pode causar a morte das pessoas que não conseguiram encontrar a saída de emergência.

Implementar a sinalização de segurança prepara os colaboradores para as situações, as quais eles estão expostos. Muito além de ter as placas e avisos de segurança é preciso que eles sejam bem conservados, tanto em questão de limpeza, quanto em questão de atualização das informações. Você concorda de que nada adianta ter uma indicação de saída de emergência, sendo que foi construída uma parede naquele mesmo local?

Geralmente as micro e pequenas empresas por não serem auditadas acabam por não se atentar por esses pequenos detalhes que fazem toda diferença na hora de encontrar alguma informação. A sinalização é de segurança, mas ela permite que um visitante que estiver na sua empresa consiga encontrar os sanitários, bebedouro, saída de emergência, saber onde estão os extintores, dentre outras questões.

Abaixo listamos os 3 erros mais comuns quando o assunto é sinalização de segurança. Fique atento porque se sua empresa cometeu ou está cometendo algum dos itens que citamos abaixo, está na hora de rever as suas placas.

Conheça os 3 erros mais comuns

1. Aplicação da mídia na sinalização de segurança

Se você for pesquisar tudo o que existe hoje no mercado relacionado a produtos e equipamentos de segurança, individual e coletiva, vai encontrar inúmeras maneiras de desenvolver sua sinalização de segurança.

É importante ressaltar que a sua atenção no momento de definir a sinalização da sua empresa deve ser única e exclusivamente na segurança dos seus funcionários. As sinalizações são separadas de acordo com a necessidade de cada segmento e não de acordo com o gosto do gestor ou responsável pela compra dos equipamentos e placas de sinalização.

Por exemplo, se sua empresa é do ramo do varejo e você e sua equipe trabalham em horário comercial, não há necessidade em utilizar materiais refletivos, uma vez que estes são usados quando existe a falta de incidência de luz, que, nesse caso, não interfere na segurança das pessoas ou das máquinas em relação a sinalização.

Mas se a sua empresa contar com trabalhadores no turno da noite será preciso investir em mídia refletiva e o tipo de mídia varia de acordo com o grau. Você vai encontrar no mínimo quatro tipos, sendo cada um com uma aplicação diferente: grau comercial, técnico, de engenharia e grau diamante.

2. Medida das sinalizações

Quando falamos em comunicação visual, independente se for sinalização de segurança ou não, a medida é um dos principais fatores para a aplicação assertiva das placas. Às vezes você pode querer dar muita evidência para uma informação e quer colocar uma placa muita grande como uma forma chamar muito a atenção de todos que por ali passam.

Só que na verdade pensar dessa forma não garante que todas as pessoas leiam e muito menos que ela seja notada como uma sinalização de segurança. Por ser muito grande, a placa pode atrapalhar a leitura e na absorção do conteúdo que pode, por exemplo, está sendo dito para o motorista ou pedestre que está passando em um via naquele momento.

Você percebeu como o tamanho adequado é o garante o sucesso da sua sinalização? Então a medida tem que ser muito bem definida para atender melhor a sua demanda em relação a segurança.

3. Quantidade de placas/avisos

A quantidade de placas é tão importante quanto o tamanho delas. Você viu no tópico acima que as medidas corretas são fundamentais e agora vamos falar de outro ponto importante, mas que muitas empresas ainda erram por acharem que uma única placa cumpre o papel de sinalizar a segurança.

Nunca é demais ter muita informação quando estamos falando de segurança. Na região de Itabira, em Minas Gerais, estão as três maiores mineradoras do mundo: Vale, Anglo American e ArcelorMittal. A sinalização dessas empresas gigantes nunca é demais, porque sempre tem um colaborador que não observa as sinalizações, não lê as placas, e acaba cometendo algum erro que pode ser um acidente fatal.

Nesse sentido repetimos que o demais nunca é demais. Sempre, em algum lugar, ainda haverá a necessidade de mais placas e adesivos de sinalização, mais informações, mais alertas sonoros e tudo o que possa existir para aumentar a segurança dos funcionários, visitantes e também das máquinas. E se engana quem pensa que não se deve inserir sinalizações repetidas.

Nesse post você aprendeu que a sinalização de segurança importa muito e sua empresa deve estar atenta para o cumprimento dessas normas. Se você está em busca de profissionais referência no mercado para te orientar da melhor maneira possível sobre as sinalizações de segurança no ambiente de trabalho, nós da WS Comunicação temos um time de especialistas disponíveis para te ajudar a encontrar a melhor solução para tornar suas ideias concretas.

Entre em contato com a gente! Sabemos como você deve despertar interesse e atrair mais clientes para sua empresa através de uma comunicação visual de impacto.

comunicação visual empresa

Conheça os tipos de placas de comunicação visual

As placas de comunicação visual compõem as fachadas comerciais e por serem o primeiro contato com o cliente, merecem muita atenção durante o processo de criação. É evidente que você quer ter a placa mais bonita que todas as empresas do seu segmento de mercado, não é mesmo?

Além de questões técnicas para a escolha dos elementos que formam as placas de comunicação visual, outro fator que está em jogo é o investimento que você está disposto a fazer para criar uma imagem impactante.

Isso não quer dizer que se seus recursos forem limitados você terá uma placa feia. Muito pelo contrário! Uma boa empresa de comunicação visual é especializada em tratar cada marca como única, fazendo com que tanto as particulares do seu negócio, quanto seus objetivos relacionados a propaganda sejam atendidos para entregar um produto de qualidade.

Continue lendo este conteúdo para aprender os tipos de placas de comunicação visual. Assim, ao solicitar uma empresa que confeccione a sua placa, você saberá exatamente o que precisa, além de poder escolher aquela que mais combina com o seu negócio.

Materiais das placas de comunicação visual

As placas podem ser projetadas em diversos materiais. Selecionamos aqui as 3 melhores opções, independente de qual seja seu ramo de atuação.

ACM

O ACM é composto por duas lâminas de alumínio, ligadas por um núcleo de polietileno. A alta qualidade desse material o torna bem conhecido porque além disso ele tem variações de cores, o que te possibilita fazer uma placa completamente personalizada.

Você pode ainda combinar o ACM com vidros e aço, por exemplo. Entre os benefícios da placa em ACM estão a leveza para revestimentos e a garantia de uma placa durável.

Madeira

A madeira é um dos materiais mais antigos utilizados para construções e matéria-prima fundamental para produtos industrializados. Dentre as características mais importantes da madeira temos a alta resistência, os diferentes padrões de qualidade e estética, além de ser um material de fácil manuseio e mais acessível.

Metalon

Metalon é o nome dado ao tubo de aço carbono comum. Conhecido por ser um material resistente, é muito utilizado pela construção civil. A versatilidade do metalon, o trouxe para o design, uma vez que não enferruja, é de fácil manuseio e higienização, tem alta durabilidade e pode ser pintado.

fachada acm

Complementando os materiais que citamos acima, você pode explorar a iluminação e os letreiros da sua placa. Para a personalização da sua placa de comunicação visual, você pode optar por colocar iluminação interna, externa – seja com refletores ou luzes de LED.

Em relação aos letreiros, eles podem ser aplicados em adesivo com recorte eletrônico, adesivo de impressão digital ou letras em relevo (maciço ou caixa).

Escolha a placa de comunicação visual de acordo com o seu negócio

A melhor maneira de escolher a estrutura de uma placa é ter o suporte de alguém que entenda do assunto. Mas, antes disso, você precisa ter o layout definido e obrigatoriamente deve conter a identidade visual da sua marca.

Antes de pensar na placa pronta, se faça 2 perguntas: qual o meu objetivo com essa placa? Qual o investimento eu posso fazer para isso?

Se o seu intuito é ganhar visibilidade e mostrar para as pessoas que sua marca está presente em determinado local, então você poderia, por exemplo, escolher uma placa de ACM com letras caixa em acrílico e cantoneira de alumínio.

Não só para ter uma presença marcante, mas se você tem um posto de gasolina, por exemplo, você  precisa de uma placa com estrutura que se assemelhe a um outdoor, não é mesmo? Para isso, uma boa indicação seria placa de lona ilhosada.

Pensando por outro lado, se você está entrando no mercado agora e seus recursos são baixos, uma boa opção é uma placa em PVC adesivado, ou uma com estrutura de metalon em lona e cantoneira de alumínio.

A verdade é que para escolher a placa ideal para o seu negócio, é preciso levar em consideração o seu segmento de mercado. Um PVC expandido chama bastante atenção e tem alta qualidade, mas pode não ser ideal para quem tem pouco espaço para afixar a placa. Nesse caso, o acrílico seria mais recomendado.

 

 

O segredo das placas de comunicação visual é a medida

O princípio básico da comunicação visual é a medida. Sem as devidas medidas você não consegue ter ideia de um layout interessante, muito menos confeccionar as placas de comunicação visual.

As bases da maioria das placas é a estrutura de metalon que varia de acordo com o peso e o tamanho de cada placa, pois elas precisam encaixar perfeitamente nos espaços na sua fachada.

Abaixo selecionamos exemplos de placas diferentes que podem ser referências para o seu ramo de atuação.

1.Placa de metalon com lona esticada e cantoneira de alumínio:

2.Placa com ACM recortado com iluminação backlight:

3.Placa com letra caixa em chapa galvanizada/ PVC expandido:

3.Placa de acrílico:

Neste conteúdo você aprendeu sobre os tipos de placas de comunicação visual. Para fazer a placa da fachada da sua empresa pode ter ficado alguma dúvida e você vai precisar da ajuda de uma empresa especializada em comunicação visual que ofereça tecnologia e novas tendências com materiais de ponta.

Nós da WS Comunicação, além de trabalharmos com criatividade e materiais tecnológicos de alta qualidade, estamos prontos para tornar suas ideias reais, prestando um serviço personalizado de alta qualidade.

Entre em contato com a gente! Sabemos como você deve despertar interesse e atrair mais clientes para sua empresa através de uma comunicação visual de impacto.